Balneário

São Lourenço - MG

Trem das Águas

São Lourenço - MG

Vista Parque das Águas

São Lourenço - MG

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Chuva forte em Passa Quatro cria debates em rede social e preocupa cidade

video
Vídeo enviado por Pedro Ricardo do rio Passa Quatro depois da chuva forte

Uma chuva forte na cabeceira do rio Passa Quatro criou uma onda de preocupação em São Lourenço. Até tromba d'água foi citada na cidade aos pés da serra da Mantiqueira.
Recebemos um vídeo do companheiro Pedro Ricardo que dá conta de ser o rio Passa Quatro. A chuva caiu de tarde e somente no início da noite é que o assunto veio à tona em rede social. Mais uma vez não vieram a público no momento exato, antecipando o que poderia ou não ter acontecido em Passa Quatro.
Pelo vídeo enviado houve uma rápida subida do nível no rio Passa Quatro. Mas observa-se que suas águas não saíram da calha, o que significa TRANQUILIDADE.
Para que São Lourenço corra risco faz-se necessário uma conjunção de fatores como as cheias dos rios Passa Quatro, Verde, Capivari e Pouso Alto concomitantemente. Fatores de alerta como água na pista no distrito de Capivari e uma baía da Guanabara em frente à Delegacia da PRF no mesmo bairro devem ser observados. Somente com a junção das águas dos rios citados que ocorre em São Sebastião do Rio Verde é que se pode desenhar a dimensão da crise para São Lourenço ou não.
Não estivemos no local. Mas pelo fato da elevação do nível do rio acontecer somente em Passa Quatro, não vislumbramos quaisquer perigos para São Lourenço. Mas os boatos saem por falta de comunicação no momento certo e é aí, que se aumenta um ponto em cima de um conto. As autoridades estão unidas, mas ainda batem cabeça na comunicação com a população que é traumatizada com esse assunto. Podem acreditar: Pelo que sei a situação é de tranquilidade. E somente às quatro horas da manhã dessa sexta-feira será possível analisar São Sebastião do Rio Verde. A mensagem que passo é de tranquilidade a todos. Desde que, lógico, não aconteça problema em outro rio que impacte o Rio Verde. 








Prazo para aeroporto de São Lourenço termina em 14/07/2017

Aeroporto Municipal Comandante Luiz Carlos de Oliveira

Um dos maiores desafios do Governo Célia Cavalcanti tem dia para ser concretizado: 14/07/2017. Trata-se da elaboração e apresentação do Plano Básico de Zona de Proteção do Aeródromo de São Lourenço (SNLO) Comandante Luiz Carlos de Oliveira. Faltando pouco mais de cinco meses para o prazo se encerrar, a Prefeitura de São Lourenço se prepara para lançar edital para fazer o PBZPA do Aeroporto Municipal Comandante Luiz Carlos de Oliveira, o único do Brasil com nome de um oficial da Marinha do Brasil. O Capitão de Mar e Guerra (posto equivalente a coronel no Exército Brasileiro e na FAB) Luiz Carlos como era mais conhecido foi piloto de Sea King (maior helicóptero em operação no Brasil substituído em 2012 pelos modernos Sea Hawk), Comandante da Flotilha do Amazonas, Comandante da Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia e ainda esteve comissionado no Porta-Aviões Minas Gerais como Chefe de Operações da então Nau Capitânia brasileira, entre outras funções durante sua vida militar. Ainda vivo, viu de perto a chegada do Porta Aviões São Paulo e seu comissionamento à Marinha do Brasil. Esse porta-aviões francês, chamado Foch na Marinha Francesa foi palco do filme "Maré vermelha" e por diversas vezes citado em outros filmes como "Atrás das Linhas Inimigas", curiosamente os dois com o ator norte-americano Gene Hackman.
No ano passado, o Aeródromo Luiz Carlos de Oliveira se viu no meio de um fogo cruzado que só foi resolvido no último dia do NOTAM que cancelava as operações no local. O meio encontrado não foi dos melhores, mas serviu para ganhar tempo. Até o dia 14/07/2017.
O Brasil possui 714 aeródromos civis públicos. Desses aeródromos civis públicos, 44 são aeroportos (nacionais ou internacionais), dos quais 32 são internacionais. O Brasil também possui 29 aeródromos exclusivamente militares. Um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) foi firmado entre o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e a Prefeitura Municipal de São Lourenço.
O espaço aéreo ao redor de um aeroporto não é um lugar qualquer. É lá que todos os dias máquinas voadoras mais pesadas que o ar, sobem e descem trazendo consigo centenas de vidas humanas. Um espaço aéreo que não se restringe à beira da pista de pouso e decolagem. Para aterrissar ou decolar um avião, por exemplo, o piloto precisa efetuar complexos procedimentos de navegação aérea ainda a quilômetros de distância do aeroporto.
Assim, manobras de voo para pouso e decolagem abrangem uma região bem mais ampla do que se imagina. Abarcam, além de todo o complexo aeroportuário, grande porção do espaço aéreo vizinho, por onde circulam, residem e moram milhares de pessoas.
Para garantir a segurança dessas milhares de vidas nos arredores dos aeroportos, bem como dos passageiros nas operações de pouso e decolagem, apartando-os de obstáculos e riscos desnecessários, a legislação aérea brasileira prevê um instrumento de suma importância: o Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo.
O Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo (PBZPA) estabelece exatamente esta área no espaço aéreo exclusiva para o voo das aeronaves, restringindo, por exemplo, a construção de edifícios em alturas que possam colocar em risco seus ocupantes ou impactar na segurança dos voos. Por meio da observação destes planos, é possível visualizar em um mapa tridimensional sobre o aeroporto que área é essa e quais são os limites observados para o distanciamento e as alturas das edificações na redondeza.
É de suma importância que administradores de aeroportos, prefeituras, órgãos de construção civil, dentre outras organizações, conheçam as Zonas de Proteção de Aeródromos referentes às suas localidades de atuação, de modo a garantir a segurança, viabilidade de seus projetos de construção civil – inclusive precavendo-se das punições previstas em Lei – e, sobretudo, de toda a população que reside, trabalha e transita pelas vizinhanças dos aeroportos.
Pelas conversas mantidas com alguns especialistas, o Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo (PBZPA) de São Lourenço deverá ter uma circunferência de 2,5 km, tendo como ponto base, o centro da pista do aeroporto de São Lourenço. O governo municipal deve ter uma atenção especial nesta fase, pois o Aeroporto Municipal Comandante Luiz Carlos de Oliveira está operando com 1030 metros de pista. O cumprimento oficial da pista é de 1300 metros. A pista foi reduzida em razão da fiação da CEMIG ao lado da via Ramon. Para facilitar o entendimento aqueles 14 postes pintados de branco e vermelho ao longo da rodovia municipal. Se a fiação passar a ser subterrânea, a pista volta aos 1300 metros originais. Por isso deve-se aproveitar o momento para readequar a situação. Se ficar como está, os 2,5 km de circunferência alcançam um número bem maior de residências. Voltar aos 1300 metros originais muda o centro da circunferência e impacta bem menos as construções ao redor do aeroporto. Fica a dica!

Gabarito de um Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo, neste caso o aeroporto Santos Dumont








quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Volta às aulas 2017

Crédito do painel: http://3.bp.blogspot.com

A volta às aulas dos filhos é sinônimo de lista de material escolar. Vale ressaltar, que a lista sempre é bem extensa, e cabe aos pais, tomarem cuidado, pois muitas escolas continuam incluindo itens que não podem fazer parte das solicitações. 
É importante conhecer os itens que a escola não pode exigir na lista de material escolar. Em caso de abusos, os pais devem procurar o PROCON e registrar a reclamação junto à instituição. 
De acordo com o PROCON, a mensalidade das escolas já abrange os gastos com luz, materiais de escritório, telefone, professores, materiais administrativos, limpeza e conservação da escola e sendo assim não pode cobrar taxa extra dos pais dos alunos para execução desses serviços. 
A escola também não pode determinar os locais de compra dos itens da lista, nem tão pouco a marca dos produtos. A compra de produtos na própria escola pode até ser oferecida como uma opção, mas não exigência. As sobras do material escolar como cartolina e papel ofício, devem ser devolvidas aos alunos no final do ano. 
Veja abaixo alguns itens que não podem constar na lista de material escolar: 
- Material de higiene: Papel higiênico, sabonete, papel toalha e artigos de higiene pessoal. 
- Itens de limpeza: Esponja, detergente, álcool, desinfetante, água sanitária e outros produtos usados na limpeza dos banheiros e cozinha da escola não podem constar na lista. 
- Artigos utilizados na área administrativa: Folha de ofício, cartucho para impressora, clips, grampos para grampeador, CDs e DVDs e outros materiais de escritório são proibidos. 
- Material para a sala de aula: Apagador, pincel atômico, giz de quadro, fita adesiva, papel ofício colorido, balões de festa ou fitas decorativas também não podem ser exigidos pela escola. Quando forem desenvolvidas atividades específicas podem solicitar aos pais. 
Pai e mãe, não precisam ficar constrangidos em reclamar da lista de material escolar de seus filhos. Procurem a diretoria da escola e peçam explicações sobre itens abusivos.
Para evitar abusos, a Lei Federal nº 12.886/13 deixa claro que cobrar do aluno material de expediente ou de uso coletivo é abusivo, pois estes já estão inclusos nas mensalidades escolares. 
Você pode entregar o material no transcorrer do ano letivo. Isso mesmo! É uma possibilidade conferida por lei visando amenizar o impacto financeiro no orçamento dos pais de alunos, com relação aos materiais que só serão utilizados em períodos futuros, conforme plano de execução a ser fornecido pela escola.
Fique atento!
São Lourenço - Nessa quinta-feira voltam as aulas alunos das redes municipal e estadual de ensino. As escolas particulares assim como as creches municipais voltaram hoje, dia 1º de fevereiro. Pela primeira vez os professores da Rede Municipal de Ensino voltaram um dia antes do início das aulas. Foi uma grande vitória da nova Secretária Municipal de Educação, Professora Leila Palma.
Outra grande novidade é que a nova Secretária Municipal de Educação acabou com as reuniões pedagógicas semanais. Elas passam a ser quinzenais em São Lourenço. É uma forma de compensar as regras do FUNDEB, não seguidas na administração anterior. Alguns professores comentam que o lema da secretaria agora é: "A Educação é nossa"! Reflexos de um gerenciamento de aproximação com o magistério que a prefeito Célia Cavalcanti quer e que a secretária municipal Leila Palma vem aos poucos implementando.
O Transporte Escolar volta a funcionar com força total na segunda-feira dia 06 de fevereiro. Segundo o responsável pelo setor, Edenil Francisco Maciel, 11 vans e ônibus estarão transportando os alunos a partir da próxima segunda-feira. Edenil garante que todos os carros da frota escolar passaram por revisão e estão aptos para o serviço. Na quinta e sexta o transporte escolar não funcionará para que os pais conheçam as escolas, direção e professores de seus filhos para o ano letivo de 2017.   
Para variar, o bairro Palmela é a grande curiosidade deste ano. Como senão bastasse a questão de divisas entre municípios, mais um ingrediente entra para apimentar a dúvida sobre a quem pertence o bairro: As superintendências de ensino de Caxambu e Itajubá também fazem divisa no bairro e por isso há uma orientação que os alunos que estudam em São Lourenço e moram no bairro considerado por muitos como uma faixa de Gaza, pelo fato da disputa de São Lourenço e Carmo de Minas sobre o território, embarquem onde o ônibus da empresa circular São Lourenço faz a curva, na Mercearia do Guedes.
A Secretaria de Educação de São Lourenço informa ainda que existem vagas para esse ano ainda. Tudo depende da lei de zoneamento escolar. Para isso os pais têm até a próxima sexta-feira, (03/02), para procurar a Secretaria Municipal de Educação que funciona no São Lourenço Velho a fim de verificar se o aluno obedece às regras para usufruir do transporte escolar. O horário de atendimento é das 7 às 18 horas no bairro São Lourenço Velho, no antigo hotel Cruzeiro do Sul.








       

Vereador Abel Goulart se recupera em Varginha

Vereador deve receber alta neste fim de semana

 Vereador Abel Goulart com a família, se recupera bem de uma angioplastia em Varginha e deve ter alta até o final de semana

Varginha - Segue internado em Varginha o advogado e vereador de São Lourenço Abel Goulart Ferreira, que se submeteu a um procedimento de angioplastia no Hospital Humanitas de Varginha. Um exame de rotina feito pelo cardiologista Wellington detectou o problema no coração.
Dr. Abel Goulart, que já foi vice-prefeito de São Lourenço e tem 75 anos é vereador desde o tempo em que a função não era remunerada. Foi candidato a prefeito de São Lourenço e ao lado da Professora Terezinha Silveira Villela e do médico Filipe Nacle Gannam integra o seleto grupo de pessoas que tem as memórias e histórias da cidade guardadas na lembrança.  
O vereador começou a sentir o problema no final do ano. Ele foi submetido a um cateterismo que não deu certo. Essa semana Dr. Abel Goulart foi levado para a Varginha para passar por um procedimento chamado angioplastia. É um procedimento cirúrgico pouco invasivo, empregado mais frequentemente para combater a obstrução de artérias que conduzem o fluxo sanguíneo até o coração. Em geral, é indicada para portadores de angina, que apresentam essa obstrução por conta do acúmulo de placas de gordura. Por meio deste procedimento, um cateter com um balão é introduzido, geralmente pela artéria femoral, através de uma pequena incisão na virilha, e guiado até o local obstruído. Lá, o balão é inflado, rompendo as placas e expandindo o diâmetro da artéria. A cirurgia, feita com anestesia local, dura cerca de uma hora e não há dor posterior além da provocada pela incisão. Os cuidados no pós-operatório são determinados pelo médico conforme a situação, mas em geral recomendam-se dois dias de repouso e evitar grandes esforços físicos (como carregar peso) por duas semanas. A alimentação pode ser normal e o fumo é terminantemente proibido.
O filho do vereador, Rodrigo Bittencourt está acompanhando o Dr. Abel, em Varginha. Dr. Abel passou um dia na UTI, que é considerado procedimento padrão pelo hospital onde está internado. Hoje (01/02) Dr. Abel deve estar sendo levado para um quarto do Hospital de Varginha e ali aguardar sua alta programada para o final de semana.
Rodrigo destaca que seu pai está muito bem e que sua recuperação é a melhor possível. Ele está animado e não descarta estar presente na primeira reunião da Câmara Municipal do ano de 2017. Vascaíno roxo e homônimo de um dos maiores zagueiros de seu clube de coração (Abel) não é de se duvidar que a política o fará dar a volta por cima e assumir sua cadeira para mais um mandato logo na primeira reunião. Apesar de extraoficial, cogita-se que Abel Goulart seja o vereador com o maior número de mandatos em todo o Brasil e que tal fato pode ser homologado pelo Guinness Book do Brasil. Pelas informações, Francisco Antônio de Maria, conhecido como Chico Bocão, natural de Pocinhos-PB é o recordista: Ele é vereador em Patos de Minas, fato que o torna verdadeira lenda viva na história política daquela cidade e já bateu o recorde nacional com maior número de mandatos consecutivos no cargo do legislativo municipal: 11 vezes no total. 









terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Cid Pinheiro é o novo Secretário de Saúde

Cid assume neste dia 1º de fevereiro

Cid Pinheiro assume a Secretaria de Saúde neste dia 1º de fevereiro

16 anos longe de São Lourenço. Troca a correria de São Paulo pela bucólica cidade de São Lourenço. Em São Paulo ele era nada mais nada menos que o primeiro homem da Associação Congregação de Santa Catarina, uma entidade filantrópica que impacta na cadeia de valor produtivo do País, com 34 Casas presentes em oito Estados brasileiros e atua nas três áreas de Assistência Social – de acordo com a Constituição Federal do Brasil de 1988 – Saúde, Educação e Assistência Social. Com cerca de 17 mil colaboradores, a ACSC também é qualificada em diversos Estados e Municípios como Organização Social de Saúde – OSS. Essa rede é considerada pela revista Forbes como a segunda maior do Brasil.
E é com esse considerável cartão de visita que aporta novamente a São Lourenço, o administrador hospitalar e ex-vereador da cidade, Cid Pinheiro. Fala pausada e afirmando que já viu os principais problemas da saúde no município é que Cid Pinheiro com a experiência adquirida na capital paulista chega para os desafios que lhe aguardam. Afinal ele administrava 11 hospitais em São Paulo e comandava 5500 funcionários diretamente. Não lhe falta, portanto, experiência para dar uma cara nova na saúde.    
Sua saída de São Paulo deve-se à violência. Lá sofreu um sequestro-relâmpago e viu durante duas horas e meia uma arma apontada para sua cabeça. Mas foi libertado e no seu caso viu um final feliz. Mas chega aos 60 anos e agora quer calma, sombra e água fresca. E sabe o que lhe espera na saúde do município.
Ele já entregou na mão da Prefeita Célia um RX da saúde na cidade. Ele evita em falar em antecessor e diz que as coisas vão fluir do jeito que ele imagina para a cidade. O tão sonhado modelo inglês de saúde pública será utilizado em São Lourenço segundo Cid Pinheiro que diz que o cidadão viverá em torno da UBS (Unidade Básica de Saúde) do seu bairro vindo para o centro em caso de médicos especialistas. Ele aponta o computador como saída para arrumar o atendimento do cidadão e acabar com a fila que tanto se reclama nos últimos meses: "Eu preciso de seis meses para colocar a saúde do jeito que ela merece estar e esse é o tempo que a população irá levar para notar as modificações".
Uma delas será o fato dos médicos do PSF trabalharem oito horas em seus postos de serviço e Cid afirma que não abrirá mão disso. A verba é federal e esses médicos vão trabalhar com essa jornada. A idéia é que aconteça a tão sonhada mudança. O PSF vai virar o coração do bairro pelo modelo que Cid Pinheiro quer implantar nos bairros que contam com a Unidade Básica de Saúde: Você vai ter seu médico no bairro, seu dentista, seu exame no bairro. Segundo Cid Pinheiro, São Lourenço dentre as especialidades carentes de São Lourenço tem a oftalmologia: "Nós temos que ser autossuficientes e temos que atender nossos pacientes aqui".
São Lourenço continua no Consórcio Intermunicipal de Saúde. Ele só não sabe se é no consórcio existente ou em um que será criado. Mas ficará em um consórcio. E por enquanto o Centro Viva a Vida e Saúde Mental ficam onde estão até segunda ordem. Cid Pinheiro garante que os são-lourencianos não serão afetados em hipótese alguma com relação ao consórcio. Cid afirma que tem plenas condições de atender as demandas que por caso houver na cidade dentro desse novo modelo: “A gente não precisa de dinheiro não. Precisamos de uma gestão um pouco mais técnica”.
Uma das decisões tomadas pelo novo Secretário de Saúde faz alusão ao novo método de atendimento dos médicos da rede municipal de saúde para evitar essa demanda sem fim de exames e remédios que São Lourenço não acompanha: “Eu não vou delegar muitas coisas não. Eu vou estar junto, eu vou dividir responsabilidades. Haverá um pequeno comitê para definir padronização de medicamentos e exames de imagem. Os exames dos laboratórios serão impressos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Não adianta pedir muita coisa se não temos condições de atender. Nossos antibióticos serão dois. Anti-inflamatório nós temos dois. Isso me facilita o controle de estoque e sei o que posso oferecer. E sobre as filas vamos acabar utilizando a tecnologia (computador). Eu posso te garantir que não vou usar papel para marcar exame na policlínica não. O computador será usado para isso e os exames serão marcados através dessa tecnologia, inclusive nas UBSs para os laboratórios”, finaliza o novo secretário de saúde Cid Pinheiro.      








      

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

NOTA OFICIAL: BATATAIS ENFRENTARÁ O CORINTHIANS NA DECISÃO DO TORNEIO


O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo vem a público informar que recebeu, na madrugada de sexta para sábado, denúncia referente a uma suposta irregularidade no registro do atleta Brendon, do Paulista Futebol Clube Ltda. No mesmo dia, abriu-se uma apuração interna para averiguar o caso. Na mesma data, o Paulista foi notificado.
As apurações se estenderam ao longo do final de semana, em conjunto com autoridades policiais e o Ministério Público.
O Comitê Disciplinar, designado pelo Tribunal de Justiça Desportiva para a Copa São Paulo Júnior 2017, se reuniu nesta segunda-feira para analisar as denúncias apresentadas no último final de semana.
Os representantes do Paulista foram chamados para comparecer ao Tribunal de Justiça Desportiva nesta segunda e foram ouvidos sobre as denúncias e notícias veiculadas.
Após a investigação, as autoridades concluíram que o atleta efetivamente utilizou documentos falsos para registro na competição.
Com isso acaba-se o sonho de ver o Paulista de Jundiaí na final e com o clube, o são-lourenciano Moisés.






domingo, 22 de janeiro de 2017

Paulista goleia e está na final da Copa São Paulo de Juniores

Técnico do Paulista faz a preleção para sua equipe no jogo que valeu vaga para a final da Copinha 

A equipe do Paulista de Jundiaí está na final da Copinha. O Galo, como é mais conhecido, goleou o time de Batatais por 5 a 1 em jogo encerrado no início da tarde de hoje (22/01) e espera seu adversário que virá do jogo Corinthians e Juventus que acontece à noite. A decisão será na quarta-feira, dia 25 de janeiro, em São Paulo.
O Paulista que conta com um são-lourenciano em seu elenco começou o jogo com forte pressão em cima do adversário. O garoto de São Lourenço, Moisés, participou bem do jogo e apesar de não ter feito gol, foi decisivo em passes para o placar elástico.
O Paulista, que até então em sete jogos havia sofrido apenas um gol, fez um primeiro tempo tático e sempre analisando o adversário. Depois de fazer 1 a 0, recuou e abriu espaços para a equipe do Batatais que não foi feliz nas conclusões. No segundo tempo, o Paulista voltou arrasador e mesmo com o gol sofrido, não teve piedade do bom time adversário e fez 5 a 1, garantindo a primeira vaga para final da próxima quarta-feira.
Apesar do Moisés ter levado um cartão amarelo na partida, ele está garantido nas finais. Não temos a confirmação oficial, mas parece que é a primeira vez que um são-lourenciano disputa a final da Copa São Paulo de Juniores, a competição mais importante da categoria no Brasil, pelo menos na história recente da competição. Com a palavra, o especialista em esportes de São Lourenço, o repórter esportivo Beto Bacha.